Galinha de angola ao molho

Galinha de angola ao molho

galinha-de-angola

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A galinha de angola é considerada magra, apresentando baixíssimo teor de gordura. Baixos também são os níveis de ácidos graxos saturados, que elevariam o colesterol. Elevado, apenas o teor proteico.

A França, capital mundial da moda, foi o primeiro país a explorar o animal de berço africano na alta gastronomia. Também os italianos descobriram os encantos da pintada, cuja carne tem um leve sabor de caça e é mais espessa e escura em comparação à galinha tradicional.
No Brasil, a d’angola ganhou vários apelidos, de acordo com regionalismos próprios – tô fraco, cocá, galinha-do-mato, capote e por aí vai – e é mais encontrada nas cidades do interior, onde vive, tradicionalmente, nos quintais.

 

Ingredientes
-1 galinha d’galinha média picada
-sal a gosto
-1 pitada de pimenta-do-reino
-5 dentes de alho picadas
-1 cebola grande picada
-2 colheres (sopa) de manteiga
-2 colheres (sopa) de azeite de oliva
-1 xícara de vinho tinto seco
-4 folhas de louro esmigalhadas
-2 xícara (chá) de água
Modo de Preparo:
Tempere a galinha com o sal, a pimenta-do-reino e o alho. Reserve. Numa panela grande, em fogo alto, derreta a manteiga no azeite de oliva e doure a cebola. Junte agalinha e refoge, virando-a de vez em quando, até dourar (cerca de 15 min). Acrescente o vinho e louro, tampe a panela e cozinhe em fogo baixo, regando aos poucos com a água, até a galinha ficar macia. Retire do fogo e disponha numa travessa, regue com o molho e sirva a seguir.

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Galinha com arroz

Tem muito aroma e sabor nesta receita de galinhada cuiabana. Experimente!